Casa Sousa

Casa Sousa

segunda-feira, 14 de maio de 2018

EM BUSCA DA VERDADE SOBRE A DOENÇA DE ALZHEIMER - Por Meire Santos

                 Medicamentos utilizados para tratar o diabetes também podem ser usados para tratar a doença de Alzheimer, e vice-versa, de acordo com um estudo recente da Universidade de Aberdeen, na Escócia.
Esse é também o primeiro estudo desse tipo que mostra que a doença de Alzheimer pode levar ao diabetes. Até agora, acreditava-se que pessoas obesas desenvolvem diabetes tipo 2 e, então, estariam mais propensas a desenvolver demência. Quer dizer, que o diabetes começava como um defeito no pâncreas ou por causa de uma dieta muito rica em gordura e açúcar. Nesse estudo mostrou-se que as alterações no cérebro causadas pelo Alzheimer podem, igualmente, levar ao desenvolvimento de um diabetes muito severo.

l Mudando conceitos

No artigo, publicado no jornal Diabetologia ¿ o jornal da Associação Europeia para o Estudo do Diabetes ¿ os pesquisadores desenvolveram um modelo de Doença de Alzheimer e encontraram que um aumento no funcionamento de um gene envolvido na produção de proteínas tóxicas no cérebro, não somente levava ao sintomas típicos do Alzheimer, mas também ao desenvolvimento das complicações do diabetes.


Em décadas passadas,  Alzhaimer era uma das doenças mais difíceis de serem identificadas. Hoje, saiu da obscuridade para
ser excessivamente diagnosticada, em especial entre amigos e membros da família. O Mal de Alzhaimer é um distúrbio ou demência  cerebral progressiva e irreversivel. O diagnóstico é um processo  trabalhoso, de eliminação e exclusão. Em geral, uma única consulta médica e um diagnóstico  e um único teste não são suficientes. O cerébro precisa de alimentos nutritivos para sobreviver. O cerébro desnutrido contribui para a confusão mental, o esquecimento, a irritabilidade e a depressão.
Nutrição X Alzhaimer
A frequencia dos antioxidantes vem aumentando nos últimos anos. Isto porque estas substâncias ajudam a prevenir muitas condições como doenças cardiovasculares, diversos tipos de câncer, demência, além de desacelerar o processo de envelhecimento. Os antioxidantes apontam para um efeito protetor, principalmente as vitaminas. E Fazendo com que o cérebro não se degenere, tendo uma perda menor das células neurais.
Exemplos: 
Beta-caroteno: Frutas e hortaliças amarelo/alaranjados como cenoura e mamão e vegetais verde-escuros como espinafre e couve;
Licopeno: Frutas e verduras vermelhas como tomates, melancia e goiaba;

Luteína: alface, frutas cítricas, milho, ovo;
Antocianinas: uvas, vinho, amora, cereja;
Catequinas: chás, cacau;
Flavononas: frutas cítricas;
Isoflavonas/Fitoestrogenos: soja, trigo integral, linhaça;
Quecentina: maçãs, chá, frutas cítricas;
Organosulfurados: repolho, couve-flor;
Selênio: atum, castanha do Brasil;
Vitamina C: frutas cítricas, pimentões, brócolis, kiwi;
Vitamina E: germe de trigo, óleos vegetais, amêndoas, amendoim.

Quando alguém que amamos estiver todo confuso, por causa de uma doença que causa desorientações, como a Mal de Alzhaimer, é importante ter tantas informações quanto possível para entender melhor o processo da doença.


Lucimeire Santos




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, não refletindo a opinião da equipe deste blog. Todos os comentários serão moderados pela direção deste blog, sendo que os mesmos deverão ser identificados para serem aceitos, seja qual for o seu teor.