Casa Sousa

Casa Sousa

domingo, 7 de janeiro de 2018

Salvador: Mulher é presa após se recusar a ser atendida por negros em delicatessen da Pituba

Salvador: Mulher é presa após se recusar a ser atendida por negros em delicatessen da Pituba
Foto: Reprodução / Correio

Uma mulher foi presa, na tarde deste sábado (6), após se recusar a ser atendida por funcionários negros de uma delicatessen do bairro da Pituba. De acordo com a
Polícia Militar, o caso aconteceu por volta das 15h, na delicatessen Bonjour, na Rua São Paulo. Ao jornal Correio, os funcionários Daniel Pereira da Silva, 23 anos, e Ubiratan Santos Souza, 22, afirmaram que a recusa por parte da cliente se repetiu algumas vezes nos últimos seis meses. "Nunca tratamos ela de forma diferente, ela dizia que não queria ser atendida por ‘pretos’, não queria que tocássemos nos talheres dela. Me senti realmente humilhado pois acho que nenhum ser humano deve ser tratado dessa maneira", disse Daniel. "Sempre que nos aproximávamos, ela virava as costas, fazia de conta que não tinha ninguém ali falando com ela. Se um colega de cor mais clara se aproximasse, ela aceitava o atendimento. Dessa vez foi necessário uma outra cliente se revoltar com a atitude dela para que a polícia fosse chamada", acrescentou Ubiratan. Com a chegada da polícia, a agressora tentou fugir, mas foi contida. A mulher ainda desacatou um policial, também negro.
"Todas as vezes que tentava conversar, ela subia o vidro do carro, daí quando um colega de pele clara se aproximava e fazia uma tentativa de diálogo, ela aceitava", contou o PM. Em nota, o estabelecimento reafirmou que a cliente acusada de injúria racial se recusou a ser atendida por funcionários negros e repudiou a situação. "Reforçamos nossa extrema ojeriza a qualquer tipo de atitude preconceituosa. Há mais de 10 anos, desde a sua inauguração, que o staff da Bonjour é formado, em sua grande maioria, de trabalhadores negros - dos quais a Bonjour tem muito orgulho em tê-los em sua equipe. Repudiamos a atitude e esperamos que a mesma não se repita: seja ela em qualquer outra circunstância". A PM informou que a mulher foi conduzida para a 16ª delegacia, porém, como o delegado não estava presente, ela foi apresentada na Central de Flagrantes, onde a ocorrência foi registrada. Não há informações se ela foi liberada após prestar depoimento. (BN)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, não refletindo a opinião da equipe deste blog. Todos os comentários serão moderados pela direção deste blog, sendo que os mesmos deverão ser identificados para serem aceitos, seja qual for o seu teor.